banner

Ticker

* Cotações com atraso superior a 15 minutos via Bats CHI-X Europe e NASDAQ Basic

ANÁLISE TÉCNICA SEMANAL - 02-03-2018

2 Mar 2018

noticias/analise-tecnica-semanal.jpg

S&P500: Reconhecemos os riscos de uma nova deslocação para junto dos mínimos de fevereiro (2533 pontos). Estaremos atentos à capacidade de o S&P500 conseguir evitar a quebra dos 2630 pontos. A quebra dos 2630 pontos voltaria a colocar a nossa atenção na média móvel de 200 dias (2561 pontos).

EuroStoxx50: A aproximação aos mínimos de fevereiro, junto do qual definiremos o ponto de retração dos 3294 pontos, irá levar-nos a procurar sinais de sustentação e uma reação de recuperação por parte do Euro Stoxx 50.

PSI20: A incapacidade demonstrada para ultrapassar a média móvel de 50 dias originou um novo movimento descendente. Colocamos a mais próxima área de retração nos 5175 pontos - 5204 pontos, tendo em conta o momento de queda que o índice apresenta e o facto de os indicadores técnicos do gráfico diário poderem ainda atingir níveis mais baixos.

Bovespa: O enfraquecimento observado no índice nos últimos dias deixou sinais de perda de momento nos indicadores técnicos do gráfico diário. Definimos como pontos de retração os 81636 pontos e, posteriormente, os 79573 pontos.

WTI: A aproximação aos máximos de janeiro ($66,66) revelou-se mais fraca do que o esperado. Vemos riscos de o período de correção poder continuar, pelo menos para junto do intervalo de retração definido entre $57,26 e $57,76.

Ouro: Posicionamento dos indicadores técnicos do gráfico diário justifica dar o benefício da dúvida ao ouro no curto prazo. Quebra de $1341 seria importante para aumentar a confiança em como o período de consolidação/correção já terminou.

Eurodólar: O movimento de retração parece, para já, não apresentar características de impulsividade. Desta forma, o posicionamento dos indicadores técnicos do gráfico diário poderá dar uma oportunidade para o euro tentar retomar a sua tendência de subida.

Voltar